domingo, 14 de agosto de 2011

BATUIRAS E QUERO QUEROS (CARADRILÍDEOS)

BATUIRAS E QUERO QUEROS  (CARADRILÍDEOS) São aves pernaltas, de bicos curtos. Não entram na água e algumas espécies vivem longe dela. Varias espécies são migratórias, mais as três que ocorrem na região são residentes.

QUERO QUERO Vanellus chilensis

Comum, de ocorrência ampla em áreas abertas, como pastos e plantações; freqüentam, o entorno de casas. Inconfundível. Longa crista rala. Bico rosa   choque com ponta preta. Cabeça e pescoço cinzentos, com mancha branca na face e linha preta da testa ao meio do papo;


peito preto. Pardo-escuro por cima, com escapulares bronzes e verde e esporão rosa no ombro; rabadilha branca e cauda preta; asas largas e arredondadas, faixa branca por cima, por baixo contraste entre coberteiras brancas e penas de vôo pretas. Em par, trios os pequenos grupos barulhentos; às vezes ativo a noite.


Na reprodução, defende com valentia o entorno do ninho ou filhotes, e ataca intrusos com vôos rasantes, gritando muito. O grito é um “quéru-quéru-quéru...” estridente dado á menor perturbação; pode ser bem irrante.

MEXERIQUEIRA   Hoploxypterus cayanus
Escassa, em bancos de areia e lamaçais á beira de rios e lagoas. Ás vezes incluídas no gênero Vanellus. Uma batuíra e elegante, com padrão de colorido vistoso. Bico escuro, anel ocular vermelho.



 Máscara preta, descendo pelo lado do pescoço e unido-se à coleira que também é preta. Coroa cinzenta, circundada por uma faixa branca. Pardo escura por cima, com uma faixa bicolor, preta e branca, de cada lado das costas; rabadilha branca, cauda preta. Branca por baixo; pernas vermelhas. Em voo, a asa exibe um vistoso padrão tricolor (porção anterior marrom-cinzenta, posterior branca, ponta preta); tem um esporão na curva da asa. Quase inconfundível; compare com o quero quero.


 Vive em pares bem espaçados, raramente em grupinhos. Dá corridinhas curtas, parando para capturar os invertebrados de que se alimenta; raramente entra água. Em geral silenciosa, pode dar um “uút” ou “ ui-uút” suave; vocaliza em dueto, uma nota “gli” repedida várias vezes, inclusive durante a noite.

 

Nenhum comentário: